andré borges - agência brasília

andré borges – agência brasília

Em março, no período de 13 a 27, ocorrerá em Nova Iorque a 61a. Sessão da Comissão sobre a Situação das Mulheres. Neste ano, o tema central é o empoderamento econômico das mulheres no mundo do trabalho em transformação. Acredito que esta é uma questão fundamental para o pleno alcance dos direitos das mulheres e para que tenhamos um mundo com equidade de gênero para valer.

A trajetória de mulheres que alcançam empoderamento econômico começa muito antes, no entanto. Começa com meninas tendo acesso a educação de boa qualidade. E tem sustentação, principalmente para aquelas mulheres em situação de maior vulnerabilidade, com políticas sociais – dentre outras – como acesso a creches, onde possam deixar seus filhos em segurança.

Mulheres com empoderamento econômico têm acesso a trabalho decente, têm controle sobre recursos econômicos e sobre seu tempo. Participam ativamente de processos decisórios em todos os níveis no seu ambiente de trabalho.

Mais que isso, mulheres com empoderamento econômico têm acesso a oportunidades para empreender, em combinação com políticas públicas que as estimulem e as apoiem e, com isso, gerem empregos, renda e fortaleçam a economia local. Uma história como a de Jussiara Farias (foto), moradora de Samambaia, no Distrito Federal, que decidiu com a irmã abrir o próprio negócio e acessou um programa de microcrédito para fazer investimentos em seu empreendimento.

Como podemos contribuir para que mais mulheres tenham real empoderamento econômico?

Anúncios