Em comemoração ao Dia Nacional da Micro e Pequena Empresa, em 5 de outubro, foi deflagrada pelo Sebrae uma campanha nacional bem interessante, o Movimento Compre do Pequeno Negócio, com o objetivo de incentivar e fortalecer os pequenos negócios no seu dia a dia.

Lembrei-me imediatamente de uma visita que fiz em 2013 a Durham, uma linda e pequena cidade no nordeste da Inglaterra, sede de uma universidade muito antiga e respeitada, quando ficamos conhecendo uma iniciativa, a Totally Locally (Totalmente Localmente).

Raissa Rossiter

Raissa Rossiter

Muitos eventos e diversas iniciativas, como ofertas sazonais e festivais, fazem parte do movimento Totally Locally, que tem um objetivo muito semelhante à campanha do Sebrae, porém com duas diferenças fundamentais. A primeira é que o movimento é permanente. Faz parte de uma estratégia para gerar entre os moradores adultos da cidade inglesa um volume de compras em negócios locais no valor semanal de 5 Libras, ao invés de compras em grandes cadeias nacionais ou globais de lojas, o que geraria uma estimativa de 4,6 Milhões de Libras por ano sendo investidos na economia local. A segunda diferença é que o movimento é conduzido e mantido pelos próprios empreendedores locais e pela comunidade, de maneira que o processo seja autossustentado.

Essas diferenças aparentemente sutis entre as duas iniciativas, com finalidades comuns, demonstram o quanto ainda temos que evoluir no Brasil no sentido de entender que entidades fundamentais como o Sebrae e outras do Sistema S, por exemplo, não devem ser as únicas responsáveis por iniciativas importantes como essas. Investir no local requer engajamento da própria comunidade e pode, assim, com criatividade e participação, ter um custo menor e ser um processo mais duradouro e efetivo.

Que a campanha recente do Sebrae em todo o país, com um simbolismo bastante importante, possa provocar a mobilização de muitos outros atores para transformarem essa bandeira em um movimento permanente, resgatando o valor do investimento no local – sua cultura e arte, seus negócios, sua história, sua culinária e sua identidade – e de sua importância para um futuro mais sustentável.

Mais informações:

http://www.totallylocallydurham.co.uk/

https://www.facebook.com/TotallyLocallyDurham

Anúncios