stanley chou – getty images

Hoje é um dia histórico. Realiza-se a primeira eleição com a vigência da Lei da Ficha Limpa para a escolha democrática de 5.568 prefeitos e 57.434 vereadores por 138.544.348 eleitores. Conquista dos cidadãos brasileiros.

Vamos continuar recriando – como sugeriu a ministra do STF e presidente do TSE, Cármen Lúcia – o Brasil que queremos: mais justo, democrático e sustentável. Eu quero continuar acreditando na possibilidade de transformar esse sonho em realidade.

A ministra Cármen Lúcia, mais uma vez, nos honrou com um pronunciamento feito ontem, em cadeia de rádio e TV, em que, em linguagem simples, traz reflexões importantes para o fortalecimento da cidadania em nosso país. A seguir, está transcrito o seu discurso.

“Boa noite. Peço licença a todos para um minuto da sua atenção nesta véspera das eleições municipais 2012.

Cumpro meu dever de lembrar a cada brasileiro que este domingo traz a especial condição de ser mais um no qual os eleitores dos municípios irão às urnas. Cresci ouvindo que o Brasil era o país do futuro. Cômoda forma de dizer que nada se queria ou se podia fazer.

Nem precisava. O futuro viria de qualquer jeito. Mas sempre pensei que não queria viver de qualquer jeito, ou do jeito que os outros quisessem. Que haveria uma forma de fazer as coisas do nosso jeito. Do que pode nos fazer melhores, felizes segundo nossas escolhas.

Então aprendi que não havia mágica na história pessoal ou da cidade, porque presente e futuro a gente constrói. O humano é um fazer a cada dia. E é assim que, a cada eleição, recriamos o Brasil.

Porque o país, fazemos juntos. Democracia, nós construímos. Brasil que queremos é Brasil justo, igual, honrado e limpo. Não é que seja fácil, mas viver também não é. E seguimos vivendo.

E você, cidadão, é autor da sua história, e o amanhã se planta hoje. No seu voto, você escolhe o seu presente e prepara o futuro.

O voto não é apenas um nome: é o país em construção. Juntos, traçamos no nosso rumo, aproveitando o vento, mas desenhando nossa própria rota.

Você, cidadão, é o autor da Lei da Ficha Limpa. Nós, juízes, garantiremos a sua aplicação. Mas quem vota é você e é o voto que faz o país acontecer. E assim você escolhe se quer ser agradecido ou perdoado pelos que vierem depois.

Você é livre para votar em quem quiser como seu representante. Você é livre para construir a cidade e o Brasil no qual quer viver.

Prefeitos e vereadores eleitos neste domingo serão os que representam a sua decisão. E você decidirá com total liberdade. Quem é livre é responsável. E responsabilidade é libertação: do que foi e não deu certo, do que deu certo, mas pode ser melhor.

Essa sua liberdade é fruto de conquista. Essa sua liberdade é fruto da cidadania. Acredite em você. Exerça a sua liberdade. Faça o presente que você quer e prepare o futuro que você busca.

Neste domingo, vote limpo. Porque o Brasil merece.  Porque você merece.

Muito obrigada pela sua atenção. Tenham todos um ótimo domingo e uma excelente eleição.”

Anúncios