932459_ribbon_3[1]

O Prêmio Nobel de Economia 2009 acaba de ser concedido a dois cientistas sociais norte-americanos: Elinor Ostrom, 76, PhD em ciência política, da Universidade de Indiana (pela primeira vez, uma mulher a vencer o prêmio nesta categoria) e Oliver E. Williamson,77, PhD em economia, da Universidade da Califórnia, Berkeley. Dois aspectos chamam a atenção na premiação deste ano.
 
O primeiro é que desta vez o prêmio foi direcionado a estudos que buscam agregar elementos de outras disciplinas sociais ao enfoque tradicional da economia, demonstrando a tendência de se buscar uma visão interdisciplinar para entender melhor os problemas do mercado.
 
O segundo, que tem a ver com as idéais que vimos investigando e defendendo em instituições como o Sebrae, é que ambos os estudos ganhadores do Nobel de Economia 2009 destacam que os relacionamentos e comportamentos entre empresas, mesmo competidores, representam modelos de governança que ultrapassam as fronteiras da firma e que podem resolver problemas que surgem numa competição em economias de livre-mercado.
 
Links para matérias:
 
MSN Notícias
http://noticias.br.msn.com/artigo.aspx?cp-documentid=22213686
 
The New York Times
http://www.nytimes.com/2009/10/13/business/economy/13nobel.html?_r=1&hp

Anúncios